Números de Novembro/2018 sobre o emprego e exportações de Franca

09/01/2019

O emprego e as exportações de Franca continuam caindo na indústria calçadista.



























Emprego no Setor Calçadista



O emprego na indústria calçadista de Franca continua caindo. O total de funcionários deste mês de novembro foi o menor para o mês desde o início da coleta de dados pelo Sindifranca, em 2000. Franca registrou uma queda de -10,5% no número de funcionários em comparação com o mesmo período do ano anterior: no mês de Nov/2018 registramos 18.372 funcionários, sendo que em 2017 eram 20.530 funcionários. O saldo CAGED do mês de Nov/18 foi de -699 vagas, contra -1.153 vagas em Nov/2017, o que de certa forma parece um dado positivo, mas não é, já que até o momento as contratações gerais estão abaixo dos níveis de 2017. No acumulado do ano, registrou-se um saldo positivo de apenas 1.292 vagas em 2018, sendo que em 2017 o acumulado do período foi de 2.942. Em decorrência da redução nas vagas na indústria calçadista, houve também uma estagnação quanto à previsão de pares a produzir no ano de 2018, estimada em 27,3 milhões de pares. Isso mostra claramente que o setor está com dificuldades de retomar sua produtividade normal.

 







Exportações



Em relação às exportações de calçados, no mês de novembro de 2018 percebe-se elevação (+1,6%) em relação a novembro de 2017. Após uma sequência de variações negativas observadas de maio de 2018 a setembro de 2018, o resultado de novembro apresenta variação positiva, assim como ocorreu no mês de outubro. Contudo, observa-se que o crescimento no mês de novembro se dá sob uma base negativa registrada em novembro do ano anterior. O acumulado até novembro de 2018 comparado com o mesmo período de 2017 revela queda nas exportações para destinos relevantes, como Estados Unidos (-16,7%), Argentina (-3,4%), Paraguai (-28,3%) e Bolívia (-34,3%). Em outubro, os Estados Unidos ultrapassaram a Argentina como principal destino das exportações brasileiras de calçados e se mantiveram nesta posição em novembro, sendo destino de exportações no valor de US$ 15,1 milhões. A vizinha Argentina foi destino de US$ 8,0 milhões, o que representa uma retração de 20,3% em relação às exportações para o país em novembro de 2017.

 

O valor total das exportações de calçados do Brasil no mês de novembro de 2018 foi de U$ 84,8 milhões, enquanto que o volume em pares foi de, aproximadamente, 11,0 milhões. Destaca-se a participação dos quatro principais destinos: Estados Unidos (17,8%), Argentina (9,4%), Colômbia (5,3%) e Paraguai (5,0%). No mês de novembro de 2018, esses quatro países representaram 37,5% do total das vendas externas de calçados da economia brasileira, de maneira que os dez principais destinos caracterizaram 63,3% dessas exportações. 

No que tange as importações de calçados (em US$), em novembro de 2018 nota-se variação negativa de 3,3% em relação ao mesmo período do ano anterior. O mês de novembro repete o movimento dos meses de setembro e outubro de 2018, quando as importações também registraram queda. Em novembro, os principais países de origem das importações realizadas pelo Brasil foram o Vietnã (52,7%), Indonésia (22,9%) e a China (8,6%). O saldo da balança comercial de calçados, em novembro de 2018, chegou a US$ 60,9 milhões. O saldo no mês de novembro é superior ao observado na média dos últimos 14 meses, que é de US$ 55,1 milhões.



Confira aqui os dados da estatística de NOVEMBRO/2018.