Governo de SP se reuniu com representantes do setor de couro e calçados

02/07/2019

O governo se comprometeu a realizar estudos sobre todas as demandas solicitadas do setor, entre elas a redução de impostos como o ICMS (com equiparação ao que outros estados praticam), maior prazo para recolhimento e o novo PEP/REFIS para as empresas.







 

Governo de SP se reuniu com representantes do setor de couro e calçados



O Governador João Dória recebeu no Palácio dos Bandeirantes, na segunda-feira (1º), lideranças do setor de couro e calçados dos polos industriais de Franca, Birigui e Jaú. A reunião contou com a participação do Secretário da Fazenda, Henrique Meirelles; do Secretário de Desenvolvimento Regional, Marco Vinholi; e do Presidente da InvestSP, Wilson Mello.



Na ocasião, foi apresentado um plano de inovação do setor, que conta com o apoio da agência Desenvolve SP com linhas de crédito para financiamento da renovação do parque fabril, bem como suporte para pesquisa e desenvolvimento. A busca por equalização do Estado no tratamento tributário também foi um dos assuntos tratados pelo governador.



“O Estado de São Paulo está trabalhando arduamente lado a lado com o setor calçadista, incentivando a geração de novos negócios e investimentos visando o desenvolvimento de toda a cadeia produtiva”, comentou o Governador.



O governo se comprometeu a realizar estudos sobre todas as demandas solicitadas do setor, entre elas a redução de impostos como o ICMS (com equiparação ao que outros estados praticam), maior prazo para recolhimento e o novo PEP/REFIS para as empresas.



Uma próxima reunião foi agendada para o segundo semestre, quando será discutido projeto que visa avançar nas propostas de incentivo à exportação deste setor que hoje responde por quase 8% da produção nacional e 10% das exportações do país.



Para o presidente do Sindifranca, José Carlos Brigagão do Couto, esta agenda com o Governo do Estado de SP é algo inédito para o setor calçadista. "Juntos, governo e empresas trabalharão para criar um planejamento estratégico com ações de curto, médio e longo prazos, com vistas a devolver ao setor calçadista sua competitividade, retomando crescimento e empregos, com foco na expansão das exportações de calçados paulistas" disse Brigagão.





Polo de Desenvolvimento Econômico



Como forma de incentivar a atividade industrial em todo o Estado, o Governo de São Paulo anunciou há dois meses a criação de 11 polos de desenvolvimento econômico com pacote de benefícios setoriais para a indústria, entre eles o de Couro e Calçados nas regiões de Franca, Bauru, Araçatuba.



Entre as medidas adotadas para otimizar as políticas públicas nestes polos, foram criados seis pilares, visando adensar e integrar as cadeias produtivas, entre eles a simplificação tributária e regulatória; o financiamento competitivo – voltado ao adensamento da cadeia produtiva; tecnologia e inovação; qualificação da mão de obra; infraestrutura e serviços; e ambiente de negócios & desburocratização – fast track de licenças e permissões, one stop shop.





Fonte e créditos: Sala de Imprensa - Governo de SP