Empresários calçadistas reúnem-se com representantes do Governo de SP

30/04/2019

Esta reunião é consequência da iniciativa dos empresários calçadistas dos três polos do estado de SP: Franca, Birigui e Jaú, que tiveram uma audiência com o Governador Dória na semana passada sobre as dificuldades e possíveis soluções. Na pauta foram discutidos como será realizado o diagnóstico do setor, através de consultoria especializada.







Empresários calçadistas reúnem-se com representantes do Governo de SP

 

Aconteceu hoje (30/04) no Sindifranca, a primeira reunião da equipe técnica que vai realizar um estudo que irá compor o planejamento estratégico para o setor calçadista com soluções de curto, médio e longo prazos.

Além dos empresários dos polos de Franca e Birigui, participaram da reunião o Sr. Wilson de Mello, presidente da INVESTSP e o Sr. André Favero, Subsecretário de Competitividade da Indústria, Comércio e Serviços da Secretaria de Desenvolvimento Econômico do Estado de São Paulo.

Esta reunião é consequência da iniciativa dos empresários calçadistas dos três polos do estado de SP: Franca, Birigui e Jaú, que tiveram uma audiência com o Governador Dória na semana passada sobre as dificuldades e possíveis soluções. Na pauta foram discutidos como será realizado o diagnóstico do setor, através de consultoria especializada.

Uma nova reunião está prevista para a próxima semana, em São Paulo, dando continuidade ao que foi acertado.

 

Audiência com o Governador

Na audiência com os polos calçadistas no último dia 24/4, o Governador João Dória propôs que o setor calçadista adotasse a mesma sistemática do segmento automotivo, pois, na opinião dele o problema não está somente na questão tributária, que há mais aspectos que precisam ser avaliados e discutidos. As empresas de São Paulo tem que estar prontas para enfrentar a globalização e não apenas seus concorrentes nacionais, disse o Governador.

Assim, a proposta do Governo de SP foi de montar um Comitê de Estudos entre o setor calçadista e o Governo Estadual através da InvestSP e da Secretaria de Desenvolvimento, e se necessário até contratação de suporte de Consultoria para montar um plano de trabalho para o setor alicerçado em seis pilares:

 



  1. TRIBUTÁRIO 

  2. FINANCIAMENTOS   INFRAESTRUTURA  

  3. CIÊNCIA TECNOLOGIA

  4. INOVAÇÃO    

  5. QUALIFICAÇÃO DE MÃO DE OBRA          

  6. DESBUROCRATIZAÇÃO e ATRATIVIDADE DE INVESTIMENTOS


O Governador deu um prazo de 60 dias para apresentação dos resultados deste estudo, para que com base nele, o Estado de SP possa colocar em execução o que for necessário.

 

Fonte e fotos: Assessoria de Comunicação SINDIFRANCA.