Conheça os projetos prioritários da Agenda Legislativa da Indústria 2017

05/04/2017

Documento é o principal instrumento de diálogo do setor industrial com o Congresso Nacional. Trabalho reúne proposições de interesse da indústria, das quais 16 estão destacadas como prioritárias

O presidente da Confederação Nacional da Indústria (CNI), Robson Braga de Andrade, apresentou a Agenda Legislativa da Indústria 2017. Neste ano, o documento reúne 131 proposições em tramitação no Congresso Nacional que têm impacto sobre a economia e a atividade industrial. Entre as propostas, 16 são consideradas prioritárias, como as reformas política, tributária e da Previdência. A Agenda oferece um resumo de cada projeto e a posição da indústria sobre o tema. Participam da solenidade de lançamento do documento os presidentes do Senado, Eunício Oliveira (PMDB-CE), e da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ).

Com a 22ª edição do trabalho, a CNI reforça o caráter transparente e qualificado da pauta de prioridades do setor industrial para o país. Na avaliação da CNI, a crise econômica dos últimos anos reforçou a convicção quanto à necessidade de remoção de entraves do desenvolvimento brasileiro. Para isso, é imprescindível e inadiável a agenda de reformas estruturais, que passará fundamentalmente pelo Congresso Nacional.

A Agenda foi construída a partir do debate entre as 27 federações estaduais da indústria e mais de 60 associações setoriais. O trabalho reflete o compromisso da indústria brasileira com o futuro do Brasil e serve de instrumento para qualificar o diálogo com o Poder Legislativo em prol de mudanças nos marcos legais que possam impulsionar um novo ciclo de crescimento econômico e social.

 
Confira AQUI as 16 propostas da Pauta Mínima da Agenda Legislativa da Indústria 2017