"A proposta de reforma do imposto de renda é um passo atrás", diz CNI

02/09/2021

A proposta de mudança no imposto de renda em debate na Câmara dos Deputados é inaceitável.




























A proposta de reforma do imposto de renda é um passo atrás



 





















A proposta de mudança no imposto de renda em debate na Câmara dos Deputados é inaceitável. 



Depois de anos de diálogo entre governos e sociedade, caminhando para uma reforma ampla sobre o consumo, de repente, optou-se por priorizar uma reforma sobre a renda, com pouco tempo de discussão com a sociedade. O resultado é uma proposta que deixa o sistema tributário mais complexo e ainda aumenta a carga tributária.




 


















      <td valign="top" style="padding:0cm 0cm 0cm 0cm" "="">













A proposta de reforma do Imposto de Renda, do jeito que está, é um passo para atrás na modernização do país. 




 



 






















A Confederação Nacional da Indústria (CNI) analisou o texto do Projeto de Lei 2337/21 e já constatou que as mudanças sugeridas vão aumentar a tributação sobre o lucro de 34% para mais de 40%.



Por isso, a indústria é contra a aprovação açodada do Projeto de Lei 2337/21. É preciso retomar o diálogo entre o governo e a sociedade. Defendemos a criação de uma comissão especial para debater adequadamente a proposta de reforma do Imposto de Renda. 



Conheça o posicionamento técnico elaborado pela CNI e compartilhe a preocupação do setor produtivo com os deputados que lhe representam. Ajude a retirar o Projeto de Lei 2337/21 da agenda de votação para que tenhamos oportunidade de construir um sistema tributário menos complexo e mais justo para o Brasil.



Fonte: CNI



Assim como a CNI, o Sindifranca tem o mesmo posicionamento: a reforma tributária é urgente e precisa ser discutida abertamente com a sociedade e governo, afim de reduzir tributos e burocracia, garantindo investimentos e desenvolvimento para o Brasil.